Você pode me enviar seu CV hoje?

dreamstime_s_52236303

Este artigo foi publicado no Pulse (LinkedIn) do Fernando Paiva, Diretor de Operações e Headhunter da Heads, na última sexta-feira. Vale a pena compartilhar com vocês por aqui.

Quantas vezes um recrutador falou essa frase para você? E quantas vezes você sentiu aquele frio na espinha ao perceber que nem lembra quando foi a última vez que seu CV foi atualizado?

E esse frio na espinha aumenta quando você imagina que pode ter a oportunidade de sua vida nas mãos, mas que também pode colocar tudo a perder se não caprichar no seu CV.

Então nessa hora você corre para o Google e já dispara a seguinte busca: “como escrever um CV campeão” e vê centenas de artigos dizendo o que fazer e o que não fazer ao elaborar um CV, além de diversos modelos para você se inspirar.

Semana passada um amigo compartilhou comigo um artigo divulgado no Catraca Livre: 27 modelos de currículo para você se inspirar.

Sou fã de artigos como esse! Realmente a criatividade é algo inspirador…admiro ver como o talento dessas pessoas transforma algo tão comum em um material realmente interessante!

“Será que meu CV precisa ser totalmente inovador e diferenciado para se destacar?”

Como Headhunter, recebo e avalio centenas de CVs diariamente. Minha resposta a essa pergunta é NÃO.

Antes de pensar em seu CV, você deve entender como funciona um processo seletivo.

Em linhas gerais, todo processo seletivo é um funil: o recrutador analisa centenas – até milhares – de candidatos em potencial, verificando quais deles apresentam os requisitos necessários para a função, para posteriormente iniciar o processo de avaliação, que pode ser uma entrevista pessoal, por telefone, por Skype, testes específicos, dinâmicas de grupo, etc…

Assim, a função do CV é muito simples: fazer você mudar da etapa nesse processo. Simples assim!

Dá para imaginar que o tempo dedicado para avaliar cada CV é mínimo. Entendendo essa dinâmica, o que você pode fazer para ajudar o recrutador a entender seus principais diferenciais?

Seguem algumas dicas valiosas para conseguir se destacar e ter um CV realmente diferenciado:

  • Tenha um Objetivo (e seja objetivo): Não pense que suas chances aumentam quando seu objetivo é “Posição de Gerente, Diretor, Especialista ou Analista”. Pelo contrário: isso mostra insegurança, falta de objetividade e provavelmente ansiedade.
  • Estruture seu CV em itens: Evite blocos de texto, eles dificultam e desestimulam uma leitura mais detalhada.
  • Utilize termos técnicos (mas não abuse): Lembre-se que geralmente alguns termos não são conhecidos para o recrutador. Por isso, vale colocar uma rápida explicação com seu significado, para evitar que seu CV se torne uma sopa de letrinhas indecifráveis.
  • Destaque seus pontos fortes: Tem uma boa formação? Deve estar logo nas primeiras linhas! Tem conhecimentos em ferramentas específicas? Teve prêmios, méritos, ou reconhecimentos? DESTAQUE!
  • Mencione suas atividades: Mas não esqueça de dar maior ênfase aos seus principais projetos e realizações, quantificando os resultados obtidos sempre que possível.
  • Tenha foco: Você não deve detalhar todas as suas conquistas e atividades no CV, especialmente se você já tem alguns anos de estrada. Mencione as atividades mais antigas, mas dê maior ênfase para as experiências recentes e as atividades mais alinhadas com seu objetivo de carreira.
  • Desapegue: Nem todas suas experiências anteriores são relevantes, apesar de parecerem para você. É importante fazer o exercício de se desapegar emocionalmente das suas atividades do passado, o que pode não ser tão fácil,principalmente porque elas se ligam a você através de uma âncora positiva (memória boa).
  • Lembre-se: Ninguém é contratado diretamente pelo CV! O objetivo desse material é fazer com que você seja considerado para uma entrevista, onde terá a oportunidade de detalhar seus diferenciais.

É fato que cada vez mais os CVs estão deixando de ocupar o papel principal para as empresas nos processos seletivos. Algumas empresas já estão desconsiderando o CV tradicional e dando preferência a ferramentas online, principalmente aoLinkedIn.

Entretanto, muitas empresas ainda utilizam o CV tradicional em seus processos seletivos. E mesmo naquelas empresas que utilizam o LinkedIn para uma primeira fase do processo, o CV é o documento que circula entre os tomadores de decisão! Por isso é fundamental investir um tempo e desenvolver um bom material.

Aproveite essa época do ano para iniciar um processo de reflexão e auto conhecimento, para assim produzir um CV diferenciado e também alinhado com seus objetivos profissionais para o futuro.  Além disso, fazer essa seleção do que é importante ainda te ajudará a se preparar para as entrevistas que acontecerão em 2016!

E mesmo que você não esteja em busca ativa, recomendo fortemente essa reflexão!

Pela minha experiência, o melhor momento para avaliar novas oportunidades de carreira é justamente quando as coisas andam bem! O processo de avaliação é muito mais detalhado e a decisão é mais racional, evitando um risco de uma mudança por impulso, que pode trazer arrependimentos no futuro…

Não esqueça de também dar atenção ao seu perfil do LinkedIn!

Lembre-se: ele não é uma simples versão online do seu CV! Veja aqui algumas dicas de como turbinar seu perfil no Linkedin do Blog da Heads.

Abraços e um ótimo final de semana!

Fernando Paiva

Participe dessa discussão conosco.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s